Selvagens à Procura de Lei mostra a cara do rock cearense

Confira como foi o show do Selvagens à Procura de Lei no Órbita Bar. A banda apresentou músicas inéditas de seu novo álbum, “Praieiro”

No dia 13/04 a cidade de Fortaleza fez aniversário: 289 anos. Há o que se comemorar: chuvas frequentes, uma cultura rica, assim como a culinária; praias belas e uma cena musical tímida, porém interessante — e que vem crescendo de forma incrivelmente positiva.

Sexta feira é dia de música autoral no já clássico Órbita Bar. O mesmo estava incrivelmente lotado e não era surpresa, já que o Selvagens à Procura de Lei iria se apresentar. A banda já era muito conhecida em Fortaleza, tocava no Órbita Bar regularmente e também em alguns festivais como o Ponto CE. Porém a mesma caiu nas graças do público jovem brasileiro com seu segundo álbum de estúdio, de título homônimo.

Foi um verdadeiro frenesi: o jovem brasileiro anseia por bandas que descrevam o que ele sente e inveja quando os pais relembram saudosistas a época de bandas como Legião Urbana, Novos Baianos, Engenheiros do Havaii. Com a globalização se tornando tão presente, inclusive na música, a abertura para bandas nacionais também não é fácil. Algumas como o Vivendo do Ócio e as Vespas Mandarinas nadaram contra a maré da música internacional e foram bem recompensadas. Assim como o Selvagens à Procura de Lei.

Image for post

Então não foi nenhuma surpresa ver cerca de mil pessoas apinhadas em frente à um palco relativamente pequeno, porém histórico. Todos estavam em êxtase porque o SAPDL tocaria algumas músicas de seu novo disco: Praieiro. A verdadeira surpresa foi a boa recepção da banda que abriu o show daquela noite, a Barbearia Noturna.

Image for post

Com a responsabilidade de aquecer o público e se impor como banda, a Barbearia apresentou um setlist consistente e totalmente autoral. Muitas pessoas sabiam cantar todas as músicas, e o ápice do show foi com “Beira Mar“, música de seu primeiro EP, Crisidea. Com direito à pedidos de BIS, a banda, surpreendida com a recepção do público, tocou uma música tão nova que nem nome tinha. Muito melhor arriscar em algo que é seu, do que ficar nos covers, que apesar de divertidos, não mostram identidade. A Barbearia Noturna terminou um show animado e preparou os nervos para o que viria a seguir.

O show tão esperado da noite começou com as saudosas músicas do primeiro disco da banda, Aprendendo a Mentir, levantando verdadeiros urros da plateia, trazendo à tona uma energia que era visível. Todos cantavam, pulavam, se abraçavam e dançavam ao longo do show, até a psicodélica “Mar Fechado”, que foi seguida por “Sr. Coronel”, “O Amor Existe, Mas Não Querem Que Você Acredite e “Crescer Dói“, as três últimas contaram com o vocalista Gabriel Aragão no piano.

“Sangue Bom”, “2 de Fevereiro” e “Lua Branca” foram as faixas inéditas de Praieiro. Feito de forma totalmente independente e trazendo a praia de volta para a cabeça dos quatro cearenses que mudaram pra São Paulo, as faixas (apresentadas até então) demonstram amadurecimento e, é claro, uma verdadeira interação, tanto dos músicos e dos fãs, como das influências musicais. O baterista Nicholas Magalhães assumiu o vocal em “Despedida”, que foi seguida por “Mucambo Canfundó”, que encerrou a apresentação com o famoso escafandro da banda. A plateia gritava incoerentemente, se lançava ao palco e parecia um verdadeiro organismo vivo por alguns instantes, provando que todos estão mais do que prontos para receber Praieiro.

Com o final da noite, ficou muito claro de que Fortaleza tem uma cena musical que precisa ser explorada e principalmente, incentivada. Não há só o forró ou o arrocha, a capital cearense também respira rock.

Fotos por Amanda Marques, Filipe Magalhães e Light Panic.

(Originalmente publicado em abril de 2015. Acesso: http://www.505indie.com.br/festivals/reviews-festivals/selvagens-a-procura-de-lei-mostra-a-cara-do-rock-cearense/)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s